Financiamento de veículo facilitado

Os brasileiros são apaixonados por carros. Além disso, a vontade de ter um carro zero quilômetro ou usado na garagem não vai vacilar. Mas como comprar um carro sem burocracia?

Nos últimos anos, bancos e financeiras têm adotado estratégias para desburocratizar o processo de concessão de crédito e contar com ferramentas que analisam automaticamente os cadastros dos clientes por meio do sistema. Agora, você pode aprovar o financiamento do seu carro por meio de um aplicativo móvel em apenas cinco minutos.

Por exemplo, neste programa, basta inserir o CPF, a data de nascimento e o valor do produto a ser adquirido. E em pouco tempo, a plataforma exibirá informações do preço de entrada e o valor de cada parcela.

Tudo depende da pontuação de crédito, que é um sistema de computador projetado para aprovar ou rejeitar o crédito do cliente. É vital deixar uma boa pontuação.

Como funciona a pontuação automática

A faixa de pontuação de crédito é de 0 a 1.000 pontos. Dependendo da pontuação, você pode usar as diferentes taxas de juros que todos procuram, certo? Os cálculos são realizados pelas duas maiores empresas do setor, SPC e Serasa Experian, cada uma com seu próprio banco de dados. Considere várias informações para obter resultados, como inadimplência por região, receita, endereço e desempenho de crédito. Quanto melhor o histórico, maior a chance de obter financiamento favorável. Nem é preciso dizer que a inadimplência e o atraso no pagamento prejudicam seriamente a avaliação.

Resultados ideais para financiamento de veículos

Não existe um número mágico que garanta a aprovação do financiamento de veículos, mas uma pontuação de mais de 700 pontos é um bom ponto de partida. Mas depende de cada instituição. Lembre-se do que já dissemos: o atraso no pagamento pode realmente prejudicá-lo. A liberação de crédito rápido está condicionada a taxas de juros mais atrativas e ao comportamento ativo do consumidor.

Taxas de juros em queda

Outro fator que leva à compra de carros é a queda das taxas de juros, principalmente carros usados. Carlos Henrique (Carlos Henrique) confirmou que o índice real de utilização das lojas WLVeículos também caiu, hoje é de 0,79%.

“Essa queda aquece o mercado de seminovos e antecipa a realização do sonho de ter um carro”, destaca o gerente. Os números comprovam o bom momento vivido no ambiente automotivo. Em 2018, com o crescimento da confiança dos consumidores na economia, o emplacamento de carros cresceu 14%, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).


Receba mais informações gratuitamente